Menu
Crivella anuncia que não destinará verbas para Parada Gay no Rio e irrita militância LGBT

O prefeito Marcelo Crivella (PRB) despertou a fúria dos movimentos LGBT do Rio de Janeiro ao anunciar que a prefeitura não destinará verbas para a organização da Parada Gay na cidade por causa da crise econômica.

A decisão gerou acusações de que Crivella – que é bispo licenciado da Igreja Universal do Reino de Deus – tem “preconceito contra cidadãos LGBTs”, de acordo com informações da Rádio Nacional.
“O Executivo do Rio de Janeiro tem sido criticado pela decisão de não patrocinar as paradas do orgulho LGBT e com a falta de dinheiro a festa em Copacabana não tem data para ocorrer e a de Madureira que constava no calendário do mês da diversidade da própria prefeitura foi adiada de 29 de outubro para 25 de novembro”, diz o texto publicado no site da emissora.

Em entrevista coletiva, Crivella negou as acusações e explicou os motivos da decisão: “Não tem [preconceito] mesmo. Nós temos uma secretaria [da diversidade], que temos apoiado. Agora, todos sabem que estamos vivendo um problema de crise grande”, explicou.

“As pessoas também reclamam: ‘Crivella, nós temos que reabrir todas as atividades sociais dos idosos’; ‘Crivella, nós precisamos colocar mais recursos nos hospitais’; e coisas do tipo. Agora, de onde vêm esses recursos, se caiu tremendamente a arrecadação e herdamos uma dívida de R$ 4 bilhões?”, questionou o prefeito.
Que me impede? Evangelista batiza traficantes em caixa d’água

O evangelista Anthony Durden chamou atenção nas redes sociais ao postar um vídeo onde batiza membros de gangues e traficantes em uma caixa d’água nas ruas de Miami, Flórida. Ele afirmou que está em uma missão de “salvar almas” e que as conversões são legítimas.

Seus vídeos já foram vistos por mais de dois milhões de vezes e ele espera que sejam uma “inspiração” para outros pregadores. O projeto de evangelização lançado por ele se chama “Paz na vizinhança”. Durden relata que “[os batizados] são jovens que cresceram na região pobre de Opa-Locka. Muitos deles tiveram a mesma história que eu”.
A maioria dos alcançados ainda estão nas ruas. “Muitos estão envolvidos em gangues e com as drogas. Muitos estão lutando diferentes batalhas espirituais, mas nós vínhamos ministrando para eles há algum tempo, antes dos batismos acontecerem”.

O evangelista conta que seu ministério é realizado em um ambiente que ele conhece bem. “Eu já fiquei na rua. Eu era um sem-teto, fui viciado em drogas, em crack, maconha, cigarro, álcool, tudo que você possa imaginar. Esse era meu estilo de vida por muitos e muitos anos”, testemunha.

Porém, ele se converteu e acredita que o Senhor pode alcançar todo tipo de pessoa. “Deus tem sua maneira de fazer as coisas, tirando pessoas das trevas, assim como eu, e permitir que elas sejam luz em meio a esse ambiente de trevas”.
Baseado em sua própria experiência, Durden criou o movimento “salvar almas” no Facebook, que pretende incentivar outros cristãos a testemunharem sua fé. “Muitos ‘desafios’ surgiram nas mídias sociais com a motivação errada”, explica. “Eu queria um tipo de desafio nas mídias sociais que nos motivasse como a mentalidade do Reino para sair e testemunhar aos perdidos”. Com informações de CBN


Verificação
informe os caracteres da imagem

Top músicas

14 Por Um
Um Milagre
2Ministério Zoe
No Silêncio
3Anderson Freire
Deus não te rejeita
4Casa de Davi
Abre os Céus
5Kari Jobe
Forever
6 Gabriela Rocha
Teu Santo Nome
Tenha você também a sua rádio